15/03/2019
6 formas de contratar caminhoneiros autônomos

Nos últimos anos, muitas transportadoras têm optado por contratar caminhoneiros autônomos para reduzir os custos com a manutenção dos caminhões, conquistar mais negócios sem ampliar a frota e melhorar o prazo da entrega das suas cargas.

Mas, apesar de existirem quase 500 mil motoristas autônomos registrados na ANTT, contratar estes profissionais ainda é uma tarefa que exige muita atenção e tempo disponível. Se você está começando a trabalhar com terceiros ou deseja conhecer formas mais eficientes de encontrá-los, acompanhe o artigo a seguir.
   
6 formas de contratar caminhoneiros autônomos
   
1. Grupos de WhatsApp
   
O WhatsApp é uma das ferramentas de comunicação mais populares no Brasil. Atualmente, o aplicativo de mensagem instantânea possui 120 milhões de usuários ativos. Em todo o planeta, este número chega a 1,5 bilhões de pessoas.

A plataforma permite se conectar com usuários de qualquer parte do mundo, basta um celular com acesso à internet. Um dos diferenciais do WhatsApp são os grupos, normalmente segmentados por assuntos e que reúnem pessoas que compartilham das mesmas necessidades ou interesses.

No setor de transporte rodoviário de cargas, os grupos são bastante comuns, principalmente aqueles que conectam transportadoras e caminhoneiros autônomos. Alguns possuem, por exemplo, somente pessoas que têm caminhão graneleiro ou motoristas que desejam fretes em São Paulo. As opções são infinitas e podem ser criadas por qualquer usuário que tenha o aplicativo instalado no celular.

Para contratar caminhoneiros autônomos, muitos operadores logísticos e gestores de frotas utilizam estes grupos de WhatsApp. É comum que os profissionais estejam presentes em dezenas de grupos. Se você não participa de nenhum, pode solicitar aos seus parceiros (transportadoras ou caminhoneiros) que te adicionem aos que combinam com seus tipos de cargas.

Contratar autônomo por celular
Assim que uma carga nova chegar na empresa, você pode divulgá-la entre os participantes. Caso haja interessados, é possível chamá-los em uma conversa privada dentro do próprio WhatsApp para solicitar informações pessoais e do veículo. Mas, lembre-se: o aplicativo não é responsável pelas negociações e nem pode ser culpado caso o motorista cause algum problema à transportadora. Lembre-se de levar este fator em conta antes de fechar qualquer frete através da ferramenta.
   
2. Grupos de Facebook
   
Assim como o WhatsApp, o Facebook é uma das mídias sociais mais utilizadas no país. Neste ano, a plataforma conquistou 127 milhões de usuários ativos, sendo que 90% acessam através de smartphones e tablets.

Esta rede social também possui grupos, que são separados por interesses. Um dos mais populares é o grupo do Blog do Caminhoneiro– atualmente com 381 mil participantes, responsáveis por compartilharem vídeos de caminhões, notícias sobre o segmento de transporte e mensagens motivacionais para animar a vida na estrada.

Para quem busca frete ou motoristas terceiros, existem diversos outros grupos. Em alguns casos, é preciso solicitar autorização aos administradores para participar. Normalmente, este processo leva poucos dias ou até mesmo horas.

Participar destes ambientes virtuais é fácil: acesse seu perfil pessoal no Facebook e na área de pesquisa, digite os seus interesses. Por exemplo, fretes para caminhão. Automaticamente, a rede social trará inúmeros resultados para você.

Grupos de Facebook para caminhoneiros autônomos
Lembre-se de clicar na aba “Grupos”, no topo da página, para visualizar somente grupos, e não páginas ou outros perfis.

Grupos de Facebook para caminhoneiros autônomos
Depois de encontrar os grupos que interessam você, clique em “participar” e aguarde a autorização. Alguns locais não exigem autorização prévia dos administradores.

Grupos de Facebook para caminhoneiros autônomos
A facilidade para entrar nestes grupos e negociar fretes é um dos diferenciais do Facebook, mas, ao mesmo tempo, é uma situação que pode gerar riscos tanto aos caminhoneiros quanto transportadoras. Nem todos os perfis desta rede social contém informações reais e pode haver chances de você encontrar pessoas mal-intencionadas.
   
3. Ligações telefônicas
   
Parece óbvio, mas esta é uma das maneiras mais utilizadas pelas transportadoras para contratar caminhoneiros autônomos. Mesmo existindo diversas tecnologias que acelerem este processo, muitos operadores ainda preferem ligar para motoristas já conhecidos da empresa.

Sempre que um novo caminhoneiro faz um frete para a transportadora, seu contato pode ser anotado em uma planilha, por exemplo, para não haver perigo de perder este telefone. Uma dica é categorizar estes profissionais conforme o tipo de caminhão, região de interesse e experiência.

Porém, este método demanda muito tempo e recursos da empresa. Isso porque nem todos os caminhoneiros estarão disponíveis na data necessária e você só saberá disso após ligar para ele, ou seja, tempo perdido e problema não-solucionado. Será que vale a pena ainda usar esse processo manual?

4. Postos de combustíveis

Contratar caminhoneiros autônomos através de anúncios em postos de combustíveis é bastante comum. Muitas vezes, após entregarem um produto, os motoristas ficam vários dias à espera de um novo frete. E é durante este tempo que os operadores buscam veículos para as suas cargas.

Posto de combustível para contratar motoristas autônomos
Aqui, a negociação normalmente é feita diretamente entre transportadora e caminhoneiro, sem intermediários. Porém, como desvantagem, a empresa não consegue se certificar da experiência do motorista e se ele realmente é confiável. Os caminhoneiros também, muitas vezes, podem ficar receosos, afinal podem desconhecer a credibilidade da contratante.
   
5. Agências de fretes
   
Os agenciadores de fretes são empresas ou pessoas físicas contratadas pelas transportadoras e embarcadores, responsabilizando-se pela intermediação entre empresa e motorista terceiro.

É tarefa das agências de fretes encontrar os melhores veículos e se certificar de que a entrega seja feita dentro do prazo estipulado e mantendo a integridade das cargas. Por causa disso, os profissionais precisam ser amplamente qualificados e conhecer profundamente o segmento de TRC.

As agências de fretes costumam cobrar um percentual sobre o valor negociado de frete. Para contratá-las, as empresas precisam pesquisar e buscar referências de outras transportadoras que já utilizaram os serviços.
   
6. Site de fretes e plataformas online
   
A internet é a forma mais eficiente para contratar caminhoneiros autônomos com segurança e rapidez. Em relação às plataformas disponíveis no mercado, o Fretefy é a mais completa e funciona como uma espécie de “Uber de cargas”, possuindo também um sistema eficiente de gestão de veículos e fretes.

Fonte: Divulgação
Leia mais:

Escola de Transportes

Cursos do mês:
{{Curso.data[0]}}
{{Curso.data[1]}}
{{Curso.nome}}