08/07/2018
Logística no e-commerce: será que a entrega pelos Correios é a melhor opção?
Só que a preocupação de grande parte dos empreendedores que administram um negócio como esse é com relação à entrega feita de forma assertiva, considerando questões como prazo, endereço correto, entre outras.
 
A logística no ecommerce é um tema bastante debatido ultimamente.
 
E nada mais justo considerando o baita crescimento de lojas virtuais nos últimos anos.
 
Só que a preocupação de grande parte dos empreendedores que administram um negócio como esse é com relação à entrega feita de forma assertiva, considerando questões como prazo, endereço correto, entre outras.
 
O que acontece quando esse processo empaca, seja por conta de uma greve ou até de uma falha?
 
O resultado pode ser bem ruim!
 
Pois é... você fez o seu melhor, estruturou bem a loja, esclareceu as eventuais dúvidas do cliente, mas na hora de entregar, uma falha nos Correios atrasou, extraviou ou enviou para um outro endereço o produto dele.
 
E por mais que esse consumidor saiba qual foi o problema, ele vai continuar com a expectativa de receber o produto, certo?
 
Será que o cliente tem que entender que a culpa não foi sua ou será que é mais vantajoso optar pelo produto do concorrente, que, inclusive, tem uma forma de entrega mais assertiva?
 
É justamente essa a reflexão que quero propor!
 
Nesse artigo você vai conhecer algumas outras alternativas de logística no ecommerce e vai ter a chance avaliar a melhor (ou as melhores) forma de entrega para o seu negócio.
 
Vamos à leitura?
 
Quais são as opções de logística no ecommerce?
Confira algumas opções bem legais de logística no ecommerce.
 
Qual (ou quais) delas pode ser interessante para você?
 
1 – Transportadora
Essa opção é a primeira que vem à mente quando pensamos em logística no ecommerce.
 
Além de não ter limites de peso ou de dimensões para as mercadorias, ela é uma ótima alternativa para as lojas que vendem produtos com mais de 30 quilos ou para situações em que a soma de todos eles ultrapassam esse peso.
 
Mas com uma transportadora eu fico livre das greves dos Correios?
 
Se eu tivesse feito esse artigo há alguns meses atrás a resposta seria sim, mas depois da greve dos caminhoneiros fica difícil garantir se você vai ter ou não um problema de entrega.
 
Enfim... o ponto de atenção aqui é com relação ao cálculo do frete, que diferente dos Correios considera questões como: periculosidade na entrega e no transporte, tipo (rodoviário, marítimo ou aéreo), fragilidade e valor da mercadoria, distância percorrida, peso físico, tributações e pedágios.
 
2 – Pegaki
Essa opção de logística no ecommerce é bem interessante.
 
Trata-se de uma rede de pontos de retirada dos produtos comprados pela internet.
 
Com uma experiência chamada Omnichannel, uma tendência do varejo que consiste na integração entre ecommerces e lojas físicas, a Pegaki disponibiliza para o cliente opções de locais para a retirada das suas mercadorias.
 
Em outras palavras, quando ele faz uma compra, é possível que escolha um ponto de retirada da Pegaki mais próximo. Basta que você entregue o produto que ele comprou nesse local.
 
Para saber mais, acesse o site da empresa: http://www.pegaki.com.br/.
 
3 – Outras alternativas
Existem alternativas específicas para cada situação.
 
Talvez o seu ecommerce possa usufruir de uma, duas ou até mais dessas formas de entrega.
 
Vamos a elas?
 
FedEx
 
Específico para as lojas que entregam mercadorias no exterior, essa forma de logística no ecommerce não possui restrições de pesos, quantidades e tamanhos.
 
Veículo próprio
 
Essa alternativa é ótima caso a sua loja só entregue no bairro ou na mesma cidade (desde que ela seja pequena, claro).
 
Com o veículo próprio você fica mais livre com relação aos prazos e aos horários de entrega, o que pode inclusive encantar ainda mais o seu cliente.
 
Motoboy
 
No caso do motoboy as entregas podem ser feitas até para locais mais distantes do que você faria com o veículo próprio.
 
Retirada no local
 
A opção é válida caso o cliente resida próximo ao seu estoque.
 
Ele tem a chance de pegar o produto mais rapidamente, além de não arcar com o frete.
 
Gostou de saber mais sobre a logística no ecommerce?
 
Avalie qual (ou quais) dessas opções é melhor pra você e aproveite para garantir que a entrega seja feita da forma mais assertiva possível para o seu cliente!
Fonte: Administradores
Leia mais:

Escola de Transportes

Cursos do mês:
{{Curso.data[0]}}
{{Curso.data[1]}}
{{Curso.nome}}