18/05/2017
Para Juíza do Trabalho, é incompatível a atividade de motorista com o contrato de Jovem Aprendiz

No último dia 15, a Juíza da 1ª Vara do Trabalho de Balneário Camboriú (SC), Dra. Ilma Vinha, deferiu tutela antecipada a uma empresa de transportes de Tijucas (SC), para abster-se de contratar Jovem Aprendiz com base no número de motoristas.

A Lei da Aprendizagem, de nº 10.097/2000, ampliada pelo Decreto Federal nº 5.598/2005, determina que todas as empresas de médio e grande porte contratem um número de aprendizes equivalente a um mínimo de 5% e um máximo de 15% do seu quadro de funcionários. Jovem Aprendiz é quem estuda e trabalha recebendo, ao mesmo tempo, formação na profissão para a qual está se capacitando. 

Deve cursar a escola regular (se ainda não concluiu o Ensino Médio) e estar matriculado e frequentando instituição de ensino técnico profissional conveniada com a empresa.

Para a magistrada, “não há como dar um veículo nas mãos de um aprendiz, que pode, inclusive, ter menos de 18 anos, para o qual é vedada a carteira de habilitação. Ainda, há de se assinalar que as atribuições de motorista demandam horários imprevisíveis, fora da residência por longo período de tempo e labor noturno e perigoso, conflitando com as normas constitucionais e legais de proteção do trabalho do menor, indivíduo para o qual o contrato de aprendizagem foi preponderantemente elaborado. Por essas razões, há incompatibilidade da atividade de motorista com o contrato especial de aprendizagem”.

“Decisões como esta são importantes para a categoria, que sofre constantemente com fiscalizações por parte do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Ao meu ver, os magistrados julgam com coerência ao compreender a impossibilidade de jovens, ainda em formação escolar, exercerem a função de motoristas”, completou Dr. Cassio Vieceli, especializado em Transporte Rodoviário de Cargas e representante da empresa

Fonte: Advocacia Vieceli - SC
Leia mais:
Câmara aprova preço mínimo para o frete
Dono de carreta que causou tragédia na BR-101 é preso no ES, diz polícia
O QUE MUDA PARA O SEGMENTO DE TRANSPORTES COM O FIM DA DESONERAÇÃO DA FOLHA DE AUTÔNOMOS A PARTIR DE 01/07/2017
Paulicon alerta: fim da desoneração da folha de pagamento a partir de 01/07/2017
Sentença da Justiça do Trabalho de Chapecó, condena empregado a pagar mais de 8 mil reais em multa
30/6/2017 é o novo prazo para colocação de adesivos do RNTRC
MENOS ACIDENTES: Quanto o exame do cabelo tem a ver com isso?
Tribunal Superior do Trabalho exige que motoristas sejam incluídos no cálculo da cota para contratação de menor aprendiz
Uso de rebite é doença profissional, diz procurador
Fim da desoneração deve gerar onda de demissão no transporte rodoviário de cargas




Quem somos

O Guia do Transportador ou, abreviadamente, GUIADOTRC é um Portal especializado na geração de informação, conteúdo técnico e prestação de serviços, inclusive de consultoria, para as pessoas e empresas que atuam na indústria de transportes e logística.

A produção do extenso e abrangente conteúdo técnico é resultado do trabalho coletivo de um grupo de especialistas atuantes em empresas de transportes, universidades, governo e associações de classe, o que garante a confiabilidade, simplicidade e praticidade na consulta e uso das informações disponibilizadas

Atuamos ainda no desenvolvemos de softwares e através da Central de Custos e Formação de Preços de Transportes fazemos pesquisa de Preço de Insumos, elaboramos Planilhas de Cálculo de Custos Operacionais e Tabelas de Frete, assim como índices para atualização de preço dos serviços de Transporte de Carga e de Passageiros.