10/02/2017
Pesquisa de Defasagem do TRC e índices de custos do setor são divulgados no CONET&Intersindical em Goiás

No primeiro dia do Conet&Intersindical, quinta-feira (09), que está sendo realizado em Rio Quente/GO, o diretor técnico, Neuto Gonçalves dos Reis, e o assessor técnico, Lauro Valdívia, ambos da NTC&Logística, apresentaram os resultados da última Pesquisa de Defasagem do TRC realizada pelo DECOPE - Departamento de Custos Operacionais, Estudos Técnicos e Econômicos/NTC e os índices de custos do setor.
 
O estudo demonstrou que 82% das empresas de transporte avaliaram o ano de 2016 como pior que 2015.
Esta avaliação reflete o resultado de 84% das transportadoras que viram seu faturamento encolher, em média, 19% devido ao aumento de custos com mão de obra, combustível, pneus, manutenção e despesas administrativas. E, apesar disso, ainda tiveram que conceder descontos nas negociações comerciais para voltar a movimentar seus veículos já que mais da metade da frota (52,8%) ficou parada no pátio.
 
O ano de 2016 foi difícil para o transportador e, para acompanhar a esperada retomada da economia em 2017, a qual já começa a dar indícios, as empresas deverão recompor suas tarifas, já que a defasagem e os índices apurados pelo DECOPE/NTC somam 19,28% para carga fracionada, sendo defasagem de 11,77% e INCTF de 7,51%, e 30,21% para a carga lotação, sendo 24,83% de defasagem e INCTL de 5,38%.
 
Além disso, também se faz necessário que as transportadoras, além de aplicarem a correção e inflação acima, também incluam o GRIS (Taxa de Gerenciamento de Risco) em sua planilha de custos, pois o mesmo estudo mostrou que 79,5% delas não fazem a cobrança desta taxa que é essencial para manter a infraestrutura tecnológica que garante a segurança da carga transportada neste momento em que os índices de roubo de carga sobem a cada mês.

Fonte: Setcesp - SP
Leia mais:
Artigo: E o super rodotrem, vai pegar? por João B. Dominici*
Artigo: O Operador Logístico no caminho da modernização do setor*
Após fraco resultado, setor de transporte mostra "otimismo cauteloso" para 2018
Rejeitada proposta que restringia contratação de pessoas com deficiência por transportadoras
Escola de Transportes lança coleção de cursos em vídeo
Contrato comercial entre motorista autônomo e transportadora não caracteriza vínculo empregatício
6 DICAS PARA MELHORAR A GESTÃO DE TRANSPORTES NA SUA EMPRESA
Segmento Pesado reduz perdas no ano
SOBRATEMA PREVÊ MERCADO MELHOR EM 2018
PRF ADIA PRAZO PARA IMPLEMENTAÇÃO DO DISPOSITIVO E SISTEMA DE MONITORAMENTO VEICULAR NOS VEÍCULOS DE ESCOLTA




Quem somos

O Guia do Transportador ou, abreviadamente, GUIADOTRC é um Portal especializado na geração de informação, conteúdo técnico e prestação de serviços, inclusive de consultoria, para as pessoas e empresas que atuam na indústria de transportes e logística.

A produção do extenso e abrangente conteúdo técnico é resultado do trabalho coletivo de um grupo de especialistas atuantes em empresas de transportes, universidades, governo e associações de classe, o que garante a confiabilidade, simplicidade e praticidade na consulta e uso das informações disponibilizadas

Atuamos ainda no desenvolvemos de softwares e através da Central de Custos e Formação de Preços de Transportes fazemos pesquisa de Preço de Insumos, elaboramos Planilhas de Cálculo de Custos Operacionais e Tabelas de Frete, assim como índices para atualização de preço dos serviços de Transporte de Carga e de Passageiros.