Quadro resumo da nova Legislação de Pesos e Dimensões
com validade a partir de 01/01/2007, quando foram revogadas as Resoluções 12/98 e 163/04 pela Resolução 210/06 e as Resoluções 68/98, 164/04, 184/05 e 189/06 pela Resolução 211/06 do CONTRAN

website metrics
Principais destaques:

Principais Configurações de Veículos Usadas no País Peso Máximo Permitido por Eixo PBT
leia mais
PBT + Tolerância de 5% CMT mínima Lotação Comprimento mínimo Comprimento máximo Precisa AET
Caminhão
Caminhão Toco
6+10 16,0t 16,800t 16,800t 8,0 t - 14,0m não
Caminhão Trucado
Caminhão Trucado
6+17 23,0t 24,150t 24,150t 14,0t - 14,0m não
Caminhão Simples
Caminhão Simples
6+25,5 31,5t 33,075t 33,075t - - 14,0m não
Caminhão Duplo Direcional Trucado
Caminhão Duplo Direcional Trucado
6+6+17 29,0t 30,450t 30,450t - - 14,0m não
Caminhão + Reboque
Caminhão + Reboque
6+10+17 33,0t 34,650t 34,650t - vide nota (2) 19,80m não
Caminhão + Reboque
Caminhão + Reboque
6+10+10+17 43,0t 45,150t 45,150t - vide nota (2) 19,80m não
Caminhão Trucado + Reboque
Caminhão Trucado + Reboque
6+17+10+17 50,0t 52,500t 52,500t - 17,50m
vide nota (2)
19,80m não
Romeu e Julieta
Romeu e Julieta
6+17+10+17 50,0t 52,500t 52,500t - 17,50m
vide nota (2)
19,80m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+10 26,0t(1) 27,300t 27,300t - - 18,60m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+17 33,0t(1) 34,650t 34,650t - - 18,60m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+25,5 41,5t(1) 43,575t 43,575t - - 18,60m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+20
vide nota (10)
36,0t(1) 37,800t 37,800t - - 18,60m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+10+17
vide nota (10)
43,0t 45,150t 45,150t - - 18,60m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+10+10+10
vide nota (10)
46,0t 48,300t 48,300t - 16,00m
vide nota (1)
18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+17+10 33,0t 34,650t 34,650t - - 18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
6+17+17 40,0t 42,000t 42,000t - - 18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
6+17+25,5 48,5t 50,925t 50,925t - 16,00m 18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
6+17+10+10
vide nota (10)
43,0t 45,150t 45,150t - - 18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Romeu e Julieta com 6 eixos
6+17+10+17
vide nota (10)
50,0t 52,500t 52,500t - 16,00m 18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
6+17+10+10+10
vide nota (10)
53,0t 55,65t 55,65t - 16,00m 18,60m não
Treminhão
Treminhão
6+17+10+10+10+10 63,0t 66,150t 66,150t - 25,0m(2) 30,0m sim
Bitrem com comprimento entre 17,50 a 19,80m
Bitrem de 7 Exos
6+17+17+17 57,0t 59,850t 59,850t 36,0t 17,50m 19,80m não
Bitrem com comprimento entre 19,80m e 30,00m
Bitrem de 7 Exos
6+17+17+17 57,0t 59,850t 59,850t 36,0t 19,80m
vide nota (4)
30,0m sim
Rodotrem com comprimento entre 19,8m e 25,0m
Rodotrem de 9 Exos
6+17+17+17+17 74,0t 77,700t 77,700t 48,0t 19,8m
vide nota (6) e nota (7)
25,0m sim
Rodotrem com comprimento entre 25,0m e 30,0m
Rodotrem de 9 Exos
6+17+17+17+17 74,0t 77,700t 77,700t 48,0t 25,0m 30,0m sim
Tritrem
Tritrem de 9 eixos
6+17+17+17+17 74,0t 77,700t 77,700t - 25,0m 30,0m sim
Bitrem de 8 Eixos
Bitrem de 8 Exos
6+17+17+25,5 65,5t 68,775t 68,775t - 25,0m 30,0m sim
Bitrem de 9 Eixos
Bitrem de 9 eixos
6+17+25,5+25,5 74,0t 77,700t 74,0t 48,0t 25,0m 30,0m sim
vide nota (8)

NOTA:

(1) As combinações do tipo caminhão trator + semi-reboque com comprimento inferior a 16,00m ficam limitadas ao PBT máximo de 45,0t.

(2) As combinações de veículos com duas unidades, do tipo caminhão e reboque, e comprimento inferior a 17,50m ficam limitadas ao PBT máximo de 45,0t

(3) As combinações de veículos com duas unidades, do tipo caminhão e reboque, e comprimento igual ou superior a 17,50 m ficam limitadas ao PBT máximo de 57,0t;

(4) É permitida a circulação de Combinações de Veículos de Carga com PBTC igual ou inferior a 57t e comprimento superior a 19,80m e máximo de 30,00m, mediante obtenção de AET;

(5) Nas Combinações com Peso Bruto Total Combinado - PBTC inferior a 57t, o cavalo mecânico poderá ser de tração simples e equipado com 3º eixo.

(6) Permanece garantida, mediante obtenção de AET, a circulação das combinações de veículos de carga com Peso Bruto Total Combinado - PBTC até 74 (setenta e quatro) toneladas e comprimento inferior a 25 (vinte e cinco) metros, registradas até 03 de fevereiro de 2006;

(7) No estado de São Paulo, em face da Portaria SUP/DER-012-21/03/2006 do DER/SP, a circulação de CVCs com PBTC superior a 57 toneladas e comprimento inferior a 25 metros continua proibida;

(8) O bitrem de 9 eixos é veículo homologado, ou seja, pode circular mediante obtenção de AET, conforme anexo da Portaria nº 86 de 20 de dezembro de 2006 do DENATRAN;

(9) O CTB - Código de Trânsito Brasileiro em seu artigo 100, determina que nenhum veículo poderá transitar com peso bruto total superior ao fixado pelo fabricante, nem ultrapassar a capacidade máxima de tração da unidade tratora

(10) Os semireboques das combinações com um ou mais eixos distanciados, somente poderão ser homologados e/ou registrados se equipados com suspensão pneumática e eixo auto-direcional em pelo menos um dos eixos (confira modelo). Fica, contudo, assegurado o direito de circulação até o sucateamento dos semireboques que não atendam essa condição, homologados e/ou registrados até 22/05/2007

(11) As Combinações de Veículos de Carga-CVC de 57 t serão dotadas obrigatoriamente de tração dupla do tipo 6X4 (seis por quatro), a partir de 21 de outubro de 2010.

(12) Fica assegurado o direito de circulação das Combinações de Veículos de Carga – CVC com mais de duas unidades, sete eixos e Peso Bruto Total Combinado – PBTC de no máximo 57 toneladas, equipadas com unidade tratora de tração simples, dotado de 3º eixo, desde que respeitados os limites regulamentares e registradas e licenciadas até 5 (cinco) anos contados a partir de 21/10/2005.

(13) Confira aqui os limites de PBT e CMT para todos os modelos dos Principais Fabricantes de Veículos

Tipos de Eixos e Pesos Máximos Permitidos

TIPOS DE EIXOS
CONFIGURAÇÃO DE EIXOS
PESO MÁXIMO PERMITIDO (t)
EIXO SIMPLES COM RODAGEM SINGELA (2 PNEUS)
6,0
ou a capacidade declarada pelo fabricante do pneumático.
EIXO SIMPLES COM RODAGEM DUPLA (4 PNEUS)
10,0
EIXO DUPLO DIRECIONAL COM RODAGEM SINGELA (4 PNEUS)
1,20 < d
2,40m
12,0
EIXO DUPLO COM RODAGEM SINGELA (4 PNEUS DO TIPO EXTRALARGO)
17,0
EIXO DUPLO SENDO UM COM RODAGEM DUPLA (6 PNEUS) d < ou igual a 1,20m
9,0
EIXO DUPLO SENDO UM COM RODAGEM DUPLA (6 PNEUS) - TANDEM
1,20 < d 2,40m
13,5
EIXO DUPLO COM RODAGEM DUPLA (8 PNEUS) - NÃO TANDEM 1,20 < d 2,40m
15,0
EIXO DUPLO COM RODAGEM DUPLA (8 PNEUS) - TANDEM 1,20 < d 2,40m
17,0
EIXO DUPLO COM RODAGEM DUPLA (8 PNEUS) - TANDEM d > 2,40m
20,0
EIXO TRIPLO COM RODAGENS DUPLAS (12 PNEUS) - TANDEM 1,20 < d 2,40m
25,5
EIXO TRIPLO SENDO UMA RODAGEM SINGELA E DUAS DUPLAS (12 PNEUS), ESTA EM TANDEM, ESTANDO O PRIMEIRO EIXO DISTANCIADO A MAIS DE 2,40m
27,0
EIXO TRIPLO COM RODAGENS DUPLAS (12 PNEUS) - TANDEM d > 2,40m
30,0
PESO BRUTO TOTAL POR UNIDADE
-
45,0
Peso Bruto Total por Combinação de Veículos de Carga - CVC, com duas ou mais unidades, incluída a unidade tratora, observados os incisos IV, V e VI do artigo 2º da Resolução nº 68/98 - CONTRAN.
-
57,0
POTÊNCIA/PESO
-
5,71 CV/t

Tolerâncias ao Excesso de Peso

Importante: a tolerância tem como finalidade compensar eventuais erros de balanças, deslocamento e arrumação das cargas e ganhos de peso devido à umidade e, assim, evitar multas injustas, especialmente quando os pesos aferidos resultam superiores aos reais. Não deve ser usada, portanto, para aumentar os limites de peso por eixo, pois, não é esse o espírito da lei. Confira como é aplicada a norma, conforme o tipo de aferição. Leia mais>>>

· Aferição por Balança - O percentual de tolerância será de 7,5% no peso por eixo (Resolução 102/99) e de 5% no peso bruto total, conforme Lei 7.408 e Resolução nº 104/99- CONTRAN.

· Aferição pela Nota Fiscal - È admitida a tolerância de 5% sobre o peso declarado na Nota Fiscal, nas rodovias desprovidas de equipamentos de pesagem, conforme Resolução 114/99 do CONTRAN

· Confira, ainda, o que diz a Decisão no 6/94, do Contran

Dimensões máximas dos Veículos de
Transporte de Cargas

MEDIDAS
ESPECIFICAÇÃO
DIMENSÕES MÁXIMAS
LARGURA
2,60 m
ALTURA
4,40 m
COMPRIMENTO
veículos não-articulados
máximo 14,00 m
veículos articulados com duas unidades do tipo caminhão ou ônibus e reboque
máximo de 19,80 m
veículos articulados com duas unidades, do tipo caminhão-trator e semi-reboque
máximo de 18,60
(clique aqui para saber mais)
BALANÇO TRASEIRO
nos veículos não-articulados de transporte de carga
-até 60% (sessenta por cento) da distância entre os dois eixos, não podendo exceder a 3,50m (três metros e cinqüenta centímetros);

-até 4,20 metros, excepcionalmente para os veículos não-articulados registrados e licenciados até 13 de novembro de 1996, o balanço traseiro pode ser superior a 3,50 metros e limitado a 4,20 metros, respeitados os 60% da distância entre os eixos, mediante Autorização Específica fornecida pela autoridade com circunscrição sobre a via, com validade máxima de um ano e de acordo como licenciamento e renovada até o sucateamento do veículo.

OBSERVAÇÕES

Veículos com dimensões excedentes

Os veículos em circulação, com dimensões excedentes aos limites fixados no art 1º da Resolução 210/06, registrados e licenciados até 13 de novembro de 1996, poderão circular até seu sucateamento, mediante Autorização Específica e segundo os critérios abaixo:

  • Autorização Específica Definitiva - para veículos que tenham como dimensões máximas, até 20,00 metros de comprimento; até 2,86 metros de largura, e até 4,40 metros de altura, será concedida Autorização Específica Definitiva, fornecida pela autoridade com circunscrição sobre a via, devidamente visada pelo proprietário do veículo ou seu representante credenciado, podendo circular durante as vinte e quatro horas do dia, com validade até o seu sucateamento, e que conterá os seguintes dados:

    a) nome e endereço do proprietário do veículo;

    b) cópia do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo – CRLV;

    c) desenho do veículo, suas dimensões e excessos.

  • Autorização Específica - para os veículos cujas dimensões excedam os limites previstos no inciso I poderá ser concedida Autorização Específica, fornecida pela autoridade com circunscrição sobre a via e considerando os limites dessa via, com validade máxima de um ano e de acordo com o licenciamento, renovada até o sucateamento do veículo e obedecendo aos seguintes parâmetros:

    a) volume de tráfego;

    b) traçado da via;

    c) projeto do conjunto veicular, indicando dimensão de largura, comprimento e altura, número de eixos, distância entre eles e pesos.

  • Idade do Cavalo-mecânico - a Autorização Específica poderá ser concedida mesmo quando o caminhão trator tiver sido registrado e licenciado após 13 de novembro de 1996.

Qual a diferença entre bitrem e rodotrem?

Bitrem (vide figura abaixo) é uma combinação de veículos de carga composta por um total de sete eixos, que permite o transporte de um peso bruto total combinado PBTC de 57 toneladas. Os semi-reboques dessa combinação são interligados por um engate do tipo B (quinta-roda) e podem ser tracionados por um cavalo-mecânico 6x2 (trucado).

Já o rodotrem (vide figura abaixo) é um combinação de veículos de carga (dois semi-reboques) composta por um total de 9 eixos que permite o transporte de um peso bruto total combinado (PBTC) de 74 toneladas. Os dois semi-reboques dessa combinação são interligados por um veículo intermediário denominado dolly, que possui a característica de acoplar no semi-reboque dianteiro por um engate do tipo A (engate automático e com cambão) e fazer a ligação com o semi-reboque traseiro através de um engate do tipo B (quinta-roda)> essa combinação só pode ser tracionada por um cavalo-mecânico 6x4 (traçado) e necessita de um trajeto definido para obter Autorização Especial de Trânsito (AET).

Por definição o bitrem é um conjunto que possui duas articulações (quinta-roda do caminhão e a quinta-roda do semi-reboque dianteiro) e o rodotrem é um conjunto que possui três articulações (quinta-roda do caminhão, engate dianteiro do dolly e quinta-roda do dolly).

O que é um tri-trem?

É uma combinação de veículo de carga - CVC - formada por três semi-reboques interligados através de quinta roda, ou seja com engates do tipo B, como acontece na combinação bi-trem. Esta CVC possbilita um PBTC de 74 toneladas, a mesma do rodotrem, mas, devido às características específicas, são desenvolvidas especialmente para o transporte florestal e canavieiro.

Outras definições

Romeu e Julieta é um caminhão que traciona reboque;

Treminhão é um caminhão tracionando dois ou mais reboques, engatados por meio de ralas.

Tipos de Acoplamento (dole)

Saiba mai sobre: