Pesos e dimensões máximas permitidas das principais configurações de veículos usadas no Brasil



Quadro atualizado em 28/10/2015



Principais Configurações no País Peso Máximo Permitido por Eixo PBT
leia mais
Tolerância (5% PBT) CMT mínima Lotação (PBT-Tara) Comprimento mínimo Comprimento máximo Precisa AET
Caminhão
Caminhão Toco
6+10 16,0t 800,00 Kg 16,0t - - 14,0m não
Caminhão Trucado
Caminhão Trucado
6+17 23,0t 1150,00 Kg 23,0t - - 14,0m não
Caminhão Duplo Direcional Trucado
Caminhão Duplo Direcional Trucado
6+6+17 29,0t 1450,00 Kg 29,0t - - 14,0m não
Caminhão + Reboque
Caminhão + Reboque
6+10+17 33,0t 1650,00 Kg 33,0t - vide nota (2) 19,80m não
Caminhão + Reboque
Caminhão + Reboque
6+10+10+17 43,0t 2150,00 Kg 43,0t - vide nota (2) 19,80m não
Caminhão Trucado + Reboque
Caminhão Trucado + Reboque
6+17+10+17 50,0t 2500,00 Kg 50,0t - 17,50m
vide nota (2)
19,80m não
Romeu e Julieta
Romeu e Julieta
6+17+10+17 50,0t 2500,00 Kg 50,0t - 17,50m
vide nota (2)
19,80m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+10 26,0t(1) 1300,00 Kg 26,0t(1) - - 18,60m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+17 33,0t(1) 1650,00 Kg 33,0t(1) - - 18,60m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+25,5 41,5t(1) 2075,00 Kg 41,5t(1) - - 18,60m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+20
vide nota (10)
36,0t(1) 1800,00 Kg 36,0t(1) - - 18,60m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+10+17
vide nota (10)
43,0t 2150,00 Kg 43,0t - - 18,60m não
Caminhão Trator + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+10+10+10+10
vide nota (10)
46,0t 2300,00 Kg 46,0t - 16,00m
vide nota (1)
18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Caminhão Trator + Semi-reboque
6+17+10 33,0t 1650,00 Kg 33,0t - - 18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
6+17+17 40,0t 2000,00 Kg 40,0t - - 18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
6+17+25,5 48,5t 2425,00 Kg 48,5t 32,0t 16,00m 18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
6+17+10+10
vide nota (10)
43,0t 2150,00 Kg 43,0t 27,0t - 18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Romeu e Julieta com 6 eixos
6+17+10+17
vide nota (10)
50,0t 2500,00 Kg 50,0t 33,0t 16,00m 18,60m não
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
Caminhão Trator Trucado + Semi-reboque
6+17+10+10+10
vide nota (10)
53,0t 2650,00 Kg 53,0t 36,0t 16,00m 18,60m não
Treminhão
Treminhão
6+17+10+10+10+10 63,0t 3150,00 Kg 63,0t - 25,0m(2) 30,0m sim
Bitrem com comprimento entre 17,50 a 19,80m
Bitrem de 7 Exos
6+17+17+17 57,0t 2850,00 Kg 57,0t 38,0t 17,50m 19,80m não
Bitrem com comprimento entre 19,80m e 30,00m
Bitrem de 7 Exos
6+17+17+17 57,0t 2850,00 Kg 57,0t 38,0t 19,80m
vide nota (4)
30,0m sim
Rodotrem com comprimento entre 19,8m e 25,0m
Rodotrem de 9 Exos
6+17+17+17+17 74,0t 3700,00 Kg 74,0t 50,0t 19,8m
vide nota (6) e nota (7)
25,0m sim
Rodotrem com comprimento entre 25,0m e 30,0m
Rodotrem de 9 Exos
6+17+17+17+17 74,0t 3700,00 Kg 74,0t 50,0t 25,0m 30,0m sim
Tritrem
Tritrem de 9 eixos
6+17+17+17+17 74,0t 3700,00 Kg 74,0t - 25,0m 30,0m sim
Bitrem de 8 Eixos
Bitrem de 8 Exos
6+17+17+25,5 65,5t 3275,00 Kg 65,5t - 25,0m 30,0m sim
Bitrem de 9 Eixos
Bitrem de 9 eixos
6+17+25,5+25,5 74,0t 3700,00 Kg 74,0t 52,0t 25,0m 30,0m sim
vide nota (8)


NOTAS:

(1) As combinações do tipo caminhão trator + semi-reboque com comprimento inferior a 16,00m ficam limitadas ao PBT máximo de 45,0t.

(2) As combinações de veículos com duas unidades, do tipo caminhão e reboque, e comprimento inferior a 17,50m ficam limitadas ao PBT máximo de 45,0t

(3) As combinações de veículos com duas unidades, do tipo caminhão e reboque, e comprimento igual ou superior a 17,50 m ficam limitadas ao PBT máximo de 57,0t;

(4) É permitida a circulação de Combinações de Veículos de Carga com PBTC igual ou inferior a 57t e comprimento superior a 19,80m e máximo de 30,00m, mediante obtenção de AET;

(5) Nas Combinações com Peso Bruto Total Combinado - PBTC inferior a 57t, o cavalo mecânico poderá ser de tração simples e equipado com 3º eixo.

(6) Permanece garantida, mediante obtenção de AET, a circulação das combinações de veículos de carga com Peso Bruto Total Combinado - PBTC até 74 (setenta e quatro) toneladas e comprimento inferior a 25 (vinte e cinco) metros, registradas até 03 de fevereiro de 2006;

(7) No estado de São Paulo, em face da Portaria SUP/DER-012-21/03/2006 do DER/SP, a circulação de CVCs com PBTC superior a 57 toneladas e comprimento inferior a 25 metros continua proibida;

(8) O bitrem de 9 eixos é veículo homologado, ou seja, pode circular mediante obtenção de AET, conforme anexo da Portaria Nº 63 do Denatran, de 31 de março de 2009 do DENATRAN;

(9) O CTB - Código de Trânsito Brasileiro em seu artigo 100, determina que nenhum veículo poderá transitar com peso bruto total superior ao fixado pelo fabricante, nem ultrapassar a capacidade máxima de tração da unidade tratora

(10) Os semi-reboques das combinações com dois ou mais eixos distanciados, somente poderão ser homologados e/ou registrados se equipados com suspensão pneumática e eixo auto-direcional em pelo menos um dos eixos (confira modelo). Fica, contudo, assegurado o direito de circulação até o sucateamento dos semireboques que não atendam essa condição, homologados e/ou registrados até 22/05/2007

Lembrete: Por meio da Resolução Nº 284 de 01 de julho de 2008, publicada em 03/07/08, o Contran decidiu liberar os semi-reboques com dois eixos distanciados da exigência de eixo auto-direcional, com a condição de que o primeiro eixo seja equipado com suspensão pneumática

(11) As Combinações de Veículos de Carga-CVC de 57 t serão dotadas obrigatoriamente de tração dupla do tipo 6X4 (seis por quatro), a partir de 21 de outubro de 2010.

(12) Fica assegurado o direito de circulação das Combinações de Veículos de Carga – CVC com mais de duas unidades, sete eixos e Peso Bruto Total Combinado – PBTC de no máximo 57 toneladas, equipadas com unidade tratora de tração simples, dotado de 3º eixo, desde que respeitados os limites regulamentares e registradas e licenciadas até 5 (cinco) anos contados a partir de 21/10/2005.

(13) Confira aqui os limites de PBT e CMT para todos os modelos dos Principais Fabricantes de Veículos



Tipos de Eixos e Pesos Máximos Permitidos

TIPOS DE EIXOS
CONFIGURAÇÃO DE EIXOS
PESO MÁXIMO PERMITIDO (t)
EIXO SIMPLES COM RODAGEM SINGELA (2 PNEUS)
6,0
ou a capacidade declarada pelo fabricante do pneumático.
EIXO SIMPLES COM RODAGEM DUPLA (4 PNEUS)
10,0
EIXO DUPLO DIRECIONAL COM RODAGEM SINGELA (4 PNEUS)
1,20 < d
2,40m
12,0
EIXO DUPLO COM RODAGEM SINGELA (4 PNEUS DO TIPO EXTRALARGO)
17,0
EIXO DUPLO SENDO UM COM RODAGEM DUPLA (6 PNEUS) d < ou igual a 1,20m
9,0
EIXO DUPLO SENDO UM COM RODAGEM DUPLA (6 PNEUS) - TANDEM
1,20 < d 2,40m
13,5
EIXO DUPLO COM RODAGEM DUPLA (8 PNEUS) - NÃO TANDEM 1,20 < d 2,40m
15,0
EIXO DUPLO COM RODAGEM DUPLA (8 PNEUS) - TANDEM 1,20 < d 2,40m
17,0
EIXO DUPLO COM RODAGEM DUPLA (8 PNEUS) - TANDEM d > 2,40m
20,0
EIXO TRIPLO COM RODAGENS DUPLAS (12 PNEUS) - TANDEM 1,20 < d 2,40m
25,5
EIXO TRIPLO SENDO UMA RODAGEM SINGELA E DUAS DUPLAS (12 PNEUS), ESTA EM TANDEM, ESTANDO O PRIMEIRO EIXO DISTANCIADO A MAIS DE 2,40m
27,0
EIXO TRIPLO COM RODAGENS DUPLAS (12 PNEUS) - TANDEM d > 2,40m
30,0
PESO BRUTO TOTAL POR UNIDADE
-
45,0
Peso Bruto Total por Combinação de Veículos de Carga - CVC, com duas ou mais unidades, incluída a unidade tratora, observados os incisos IV, V e VI do artigo 2º da Resolução nº 68/98 - CONTRAN.
-
57,0
POTÊNCIA/PESO
-
5,71 CV/t

Tolerância na Pesagem de Cargas Rodoviárias

Com a publicação da Resolução CONTRAN Nº526/2015, na fiscalização de peso dos veículos por balança rodoviária, passam a ser admitidas as seguintes tolerâncias:

I – 5% (cinco por cento) sobre os limites de pesos regulamentares para o peso bruto total (PBT) e peso bruto total combinado (PBTC);

II – 10% (dez por cento) sobre os limites de peso regulamentares por eixo de veículos transmitidos à superfície das vias públicas.

Nota: no carregamento dos veículos, a tolerância máxima prevista neste artigo não pode ser incorporada aos limites de peso previstos em regulamentação fixada pelo CONTRAN.”



Sistemática de transbordo com a publicação da Resolução 526/15

Independentemente da natureza da carga, o veículo poderá prosseguir viagem sem remanejamento ou transbordo, desde que os excessos aferidos em cada eixo ou conjunto de eixos sejam simultaneamente inferiores a 12,5% (doze e meio por cento) do menor valor entre os pesos e capacidades máximos estabelecidos pelo CONTRAN e os pesos e capacidades indicados pelo fabricante ou importador.





Quem somos

O Guia do Transportador ou, abreviadamente, GUIADOTRC é um Portal especializado na geração de informação, conteúdo técnico e prestação de serviços, inclusive de consultoria, para as pessoas e empresas que atuam na indústria de transportes e logística.

A produção do extenso e abrangente conteúdo técnico é resultado do trabalho coletivo de um grupo de especialistas atuantes em empresas de transportes, universidades, governo e associações de classe, o que garante a confiabilidade, simplicidade e praticidade na consulta e uso das informações disponibilizadas

Atuamos ainda no desenvolvemos de softwares e através da Central de Custos e Formação de Preços de Transportes fazemos pesquisa de Preço de Insumos, elaboramos Planilhas de Cálculo de Custos Operacionais e Tabelas de Frete, assim como índices para atualização de preço dos serviços de Transporte de Carga e de Passageiros.